terça-feira , janeiro 22 2019
Início / PERFIL / Como garantir que sua empresa não pare de funcionar quando a internet cai?

Como garantir que sua empresa não pare de funcionar quando a internet cai?

Ficar sem internet pode significar perder muito dinheiro para uma empresa, independente do seu tamanho ou do segmento em que atua. Afinal, sem a conexão, a empresa pode deixar de realizar a emissão de uma nota fiscal, uma transação bancária ou de cartão de crédito ou débito no comércio, indústria ou propriedade rural, e pode ser um transtorno tanto para a empresa como para o cliente.

Em cidades onde existe apenas um provedor de serviços de internet a situação pode ficar pior. Isso porque as empresas locais não podem contar com o serviço de outro provedor para garantir que as atividades se mantenham em funcionando. Por isso, apesar de poder representar uma despesa a mais, é importante pode contar com um acesso adicional à internet. A este serviço adicional chamamos de redundância.

Em entrevista ao Portal Dedução, o CEO da InternetSAT,  George Bem, explica as soluções para evitar este tipo de aborrecimento aborrecimento. Acompanhe:

Quais as consequências de ficar sem internet?

Em qualquer atividade ficar sem internet pode significar mais que perder apenas dinheiro. Pode gerar outros problemas também. A emissão de nota fiscal eletrônica necessita de Internet para acessar ao sistema da Secretaria da Fazenda e fazer a emissão. Em outros casos, o acesso às informações de um paciente – o prontuário eletrônico – em uma unidade de Saúde depende também de internet. A compra de uma passagem aérea também.

Podemos afirmar que, para a área contábil e financeira de uma empresa existir,  é obrigatório estar inserida na rede mundial de computadores?

Sim. Vamos imaginar que no dia em que as empresas devem enviar ao fisco as suas declarações regulares, como eSocial, Imposto de Renda e, nada limite, a conexão do provedor de internet caiu porque um cabo foi rompido pela companhia de águia e esgoto justamente na sua rua. O que fazer? Tentar fazer a conexão via celular 3G/4G, que nem sempre é a melhor opção em muitos locais.

Existe solução para as empresas que ficam constantemente sem internet?

Muitas casas hoje já possuem dois serviços de internet. Não se pode imaginar que uma empresa, que necessita da conectividade em tempo real para funcionar, tenha apenas um serviço. Por isso é necessário ter um serviço redundante.

Quais são os benefícios da redundância, em sua opinião?

Basicamente, garantir a alta disponibilidade de seus sistemas computacionais é a principal vantagem. Um posto do Poupa Tempo, por exemplo, só funciona conectado à internet. Uma agência ou um caixa eletrônico também. Pagar uma conta no último dia do prazo e não conseguir porque a internet está inacessível gera um grande transtorno. Isso é fato, tanto para as empresas quanto para as pessoas.

Pode dar exemplos de redundância?

Um exemplo bem simples pode ser os serviços na computação em nuvem, que utilizam diversos datacenters distribuídos para se garantir a sua alta disponibilidade. Se um servidor cai, outro fornece os dados imediatamente. O backup de dados ou de sistema também pode servir de exemplo, uma vez que ele permite a recuperação imediata das informações ou da aplicação em caso de falha.

Onde a redundância de internet pode fazer a diferença?

Qualquer negócio pode se beneficiar da redundância, seja ela de sistemas ou de Internet, principalmente as empresas e pequenos escritórios onde o acesso é precário: em áreas remotas, propriedades rurais, áreas de mineração, Oil & Gas, canteiros de obras. Para estas localidades, a internet via satélite chega para se consolidar e resolver os problemas atuais de conexão.

Com a internet via satélite, as empresas podem usar tanto como principal, ou backup, com acesso privado as suas redes corporativas – VPN, atender demandas do dia a dia, acesso remoto, monitoramento, acesso para IOT, transmissão de vídeo e entre outras atividades e isso ainda é possível com banda ilimitada, não limitando a franquia de dados e IP Público fixo para o mercado corporativo.

Como garantir a redundância de internet?

Para garantir a redundância de internet, uma dica é contratar um segundo provedor de serviços que não passa pela mesma rede cabeada externa (na rua). O problema, na maioria das vezes, é que muitas cidades possuem apenas um provedor de serviço. Ou seja, a Internet via satélite, neste caso, é a solução adequada.

A internet via satélite já é uma realidade? Qual sua opinião sobre ela?

Sim. Ela está disponível em todo o território brasileiro e com tecnologia avançada e suporte a videoconferência, telefonia via IP – VoIP, live streaming para mídias sociais, segurança via CFTV, redes VPN – Virtual Private Network, além oferecer unidades móveis para broadcasting para transmissão de vídeo e jornalismo. A internet banda larga da InternetSAT opera na banda KA (K-above band), utilizada na comunicação em sondas espaciais e na comunicação da Estação Espacial Internacional com a Terra e oferecida para todo o território nacional em alta disponibilidade e velocidade, para setores da economia e regiões onde a internet é precária ou inexistente.

Por Danielle Ruas

Próximo Post

MP cria a Autoridade Nacional de Proteção de Dados, veja como funcionará o órgão

Foi publicada no Diário Oficial da União de 28 de dezembro de 2018 a Medida …