domingo , Maio 27 2018
Início / TRIBUTOS / Congresso vota na próxima terça-feira (15/05) veto sobre filantrópicas

Congresso vota na próxima terça-feira (15/05) veto sobre filantrópicas

O Congresso Nacional reúne-se na terça-feira (15/05) no plenário da Câmara dos Deputados para votação de dois vetos presidenciais e três projetos. A sessão terá início às 15 horas.

Um dos principais itens da pauta é o Veto 12/2018, que anulou a permissão para que instituições filantrópicas que tratam dependentes químicos possam firmar contratos com qualquer órgão do Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas (Sisnad).

A permissão constava da Lei 13.650/2018, que simplifica as regras para a obtenção e renovação do Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas). A justificativa do presidente Michel Temer foi de que “a possibilidade de pactuação com órgão não integrante do Sistema Único de Saúde viola a premissa constitucional de unicidade do SUS”.

A certificação das filantrópicas, regulada pela Lei 12.101/2009, reconhece uma pessoa jurídica de direito privado sem fins lucrativos como sendo de assistência social e permite a ela a isenção de pagamentos das contribuições para a seguridade social. Com a Cebas, as entidades podem celebrar convênios com o poder público, obter subvenções sociais (repasses para cobrir despesas de custeio) e até desconto na conta de energia elétrica.

Pela norma, também podem obter certificação as instituições reconhecidas como serviços de atenção a dependentes químicos. O requisito é que elas sejam qualificadas como entidades de saúde e comprovem esse tipo de prestação de serviço. Nesse caso, a prestação desses serviços precisa contratada com o gestor local do SUS.

Agricultura familiar

Outro item da pauta de votações é o Veto 11/2018 à que regulamenta a produção de polpa e de suco de frutas. Pela Lei 13.648/2018, as novas normas seriam aplicadas apenas às cooperativas e associações formadas por agricultores familiares e o veto retirou essa restrição.

Também foi vetado o trecho que estabelece que a produção, padronização e envase da polpa ou suco de frutas devem ser realizados exclusivamente na agricultura familiar.

Orçamento
Senadores e deputados federais também devem votar o PLN 6/2018, que modifica a Lei Orçamentária Anual (LOA) e prevê a criação de 231 cargos e funções, 67 dos quais para compor o gabinete da intervenção federal no Rio de Janeiro. Os 164 restantes são cargos em comissão para direção e assessoramento na área de segurança pública e para outras demandas prioritárias do Executivo federal.

Para complementar o projeto que prevê a criação dos 231 cargos e funções na LOA, o governo enviou outra proposta com ajustes na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), que também está na pauta do Congresso (PLN 7/2018).

Já o Projeto de Resolução do Congresso 3/2017, do senador Romero Jucá (PMDB-RR), cria a Jornada Nacional de Controle Externo, a ser realizada a cada dois anos para promover o debate e a uniformização de entendimentos e de jurisprudência sobre matérias relacionadas ao controle externo da administração pública. É o último item da pauta de votações.

Fonte: Agência Senado

Próximo Post

Donos de postos de gasolina podem pedir restituição do ICMS da substituição tributária

No recente debate relativo aos preços dos combustíveis no país, existem alguns pontos que devem …