sexta-feira , setembro 21 2018
Início / ECONOMIA / Demanda do consumidor por crédito cresceu 3,7% em julho

Demanda do consumidor por crédito cresceu 3,7% em julho

De acordo com o Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito, a quantidade de pessoas que buscou crédito avançou 3,7% em julho/18 em relação ao mês imediatamente anterior. Na comparação com julho do ano passado, a alta da procura por crédito pelo consumidor foi de 4,6%. No acumulado do ano, a busca do consumidor por crédito cresceu 10,1% perante os primeiros sete meses do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, depois dos impactos adversos causados pela paralização dos caminhoneiros, o consumidor voltou a buscar crédito em julho, porém num ritmo menor do que se verificou ao longo de quase todo o primeiro semestre, revertendo apenas parcialmente o recuo de 7,0% de junho/18.

Análise por classe de renda pessoal mensal

O crescimento da demanda dos consumidores por crédito em julho/18 ocorreu em todas as classes de renda. Para os que ganham até R$ 500, foi de 3,6%. Para os consumidores com renda mensal entre R$ 500 e R$ 1.000, foi de 4,0%. Para a renda mensal entre R$ 1.000 e R$ 2.000, foi de 3,7%. Já os consumidores com renda mensal entre R$ 2.000 e R$ 5.000, foi de 3,4%. Para os que ganham entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês, o avanço foi de 3,3% e, por fim, para a renda mensal maior que R$ 10.000, o crescimento na procura por crédito foi de 2,9%.

No acumulado do ano até julho/18, na comparação com o mesmo período do ano passado, a procura do consumidor por crédito apresentou variações positivas em todas as faixas de renda: alta de 32,8% para quem recebe até R$ 500 por mês; de 7,6% para quem ganha entre R$ 500 e R$ 1.000 mensais; e 7,8% para os que recebem entre R$ 1.000 e R$ 2.000 por mês. Já nas rendas mais altas, os avanços na procura por crédito no acumulado do ano até julho/18 foram: 7,7% para a faixa de renda entre R$ 2.000 e R$ 5.000 mensais; 7,7% para o consumidor com renda entre R$ 5.000 e R$ 10.000 por mês e de 7,9% para quem ganha mais de R$ 10.000.

Análise por região

Na comparação contra o acumulado dos primeiros sete meses do ano passado, houve avanços da demanda por crédito em todas as regiões: no Nordeste (15,8%); Centro-Oeste (14,3%); Norte (10,7%); Sudeste (8,5); e no Sul (6,9%).

Metodologia do indicador

O Indicador Serasa Experian da Demanda do Consumidor por Crédito é construído a partir de uma amostra significativa de CPFs, consultados mensalmente na base de dados da Serasa Experian. A quantidade de CPFs consultados, especificamente nas transações que configuram alguma relação creditícia entre os consumidores e instituições do sistema financeiro ou empresas não financeiras, é transformada em número índice (média de 2008 = 100). O indicador é segmentado por região geográfica e por classe de rendimento mensal.

Fonte: Serasa Experian

Próximo Post

Brasileiros poderão receber remessas do exterior diretamente em reais

A partir de 1º de novembro, os brasileiros poderão receber, em reais, remessas enviadas do …